dez 20 2018

Tiniguena dá início a parceria com o governo do Japão

No dia 20 de dezembro do corrente ano, no âmbito quadro do seu programa de apoio ao desenvolvimento comunitário na Área Marinha Protegida Comunitária das Ilhas Urok (Arquipélago dos Bijagós), a Tiniguena, irá celebrar um acordo com o governo do Japão, para o financiamento a melhoria de infraestruturas de comunicação.

O acordo será assinado pelo diretor executivo desta ONG, Miguel de Barros, e pelo embaixador do Japão na Guiné-Bissau, Sr. Tatsuo Arai, graças a um fundo da embaixada do Japão para apoio a comunidades locais, concretamente, a construção de uma embarcação que servirá de apoio ao transporte da população local para assim superar o isolamento e os riscos de viagens em condições adversas. É de salientar que a embarcação fará o trajeto Formosa-Bissau/Bissau-Formosa e tem ainda o objetivo de favorecer a dinamização económica para as ilhas.

A área marinha protegida comunitária das ilhas Urok, fica no arquipélago dos Bijagós no sul da Guiné-Bissau. É constituída pelas ilhas de Formosa, Nago e Chediã. Foi criada no ano de 2008 e é a primeira experiência de gestão comunitária de uma área protegida no país.

dez 18 2018

Tiniguena celebra Dia do Consumo Nacional lançando calendário para 2019

A Tiniguena vai lançar no dia 20 de dezembro do ano em curso (Dia do Consumo Nacional) pelas 10h no Centro de Recursos do Espaço da Terra, na sua sede em Belém, o calendário da sua produção para o ano de 2019, intitulado “Do campo para a mesa”. Nesta que é a vigésima-sexta (26ª) edição de uma tradição de divulgação da beleza da Guiné-Bissau através de imagens, a Tiniguena foca-se nos diversos produtos da nossa biodiversidade como elementos de segurança e soberania alimentar e nutricional para a população.

Esta edição do calendário da Tiniguena foi produzida no quadro do projeto “Alimentos Localmente Produzidos” com o apoio do PAM (Programa Alimentar Mundial), da Cooperação Portuguesa e da Inter Pares. Retrata temáticas de importância nacional e internacional como a produção biológica, a agricultura familiar camponesa e a educação nutricional lembrando ao público a lei de ouro do consumo alimentar saudável: “Consumir local, consumir natural”.

O evento de lançamento do calendário para 2019 será aberto a todos os interessados e contará com a presença de entidades públicas, representações diplomáticas e da sociedade civil.

dez 13 2018

Festa do Peixe nos jardins da Tiniguena

A Festa do Peixe é um evento da iniciativa da Tiniguena que celebra a biodiversidade marinha e enaltece os valores da gastronomia tradicional da nossa terra. No sábado, 15 de Dezembro, vamos dar a oportunidade ao público para saborear o “po-di-buli” da nossa cozinheira tradicional bijagó, Anjulieta Gomes, que vai brindar-nos com o saboroso Codanana, um prato a descobrir e a nunca mais esquecer! No domingo, 16 de Dezembro, será a vez de conhecer o talento e degustar os temperos do gastrónomo guineense Viriato Pã (especialista da cozinha moderna africana) que vai preparar e servir um prato requintado da sua criação.

Esta 3ª edição da Festa do Peixe nos Jardins da Tiniguena promete surpresas e deleite à volta de uma grande diversidade de pratos confecionados a partir do nosso belíssimo pescado e mariscos como aperitivo ou prato principal, numa celebração às riquezas do nosso mar. Venha juntar-se a nós nesta grande festa: A Festa do Peixe nos Jardins da Tiniguena!

Para a realização desta edição da Festa do Peixe a Tiniguena contou com os patrocínios do Coimbra Hotel, da estilista Adele Gomes, e da rádio Capital FM.

dez 05 2018

Grupo das Organizações da Sociedade Civil para as Eleições Comunicado Nº 05/2018

O Grupo das Organizações da Sociedade Civil para as Eleições (GOSCE), reunido no dia 01 de novembro do ano em curso, para analisar o andamento do processo eleitoral em virtude do seu prolongamento, mas sobretudo da incerteza quanto a data da realização das eleições.

O grupo saúda os apoios financeiros da União Europeia, da República de Timor Leste, bem como à República Federal  da Nigéria pelo reforço dos kits para a extensão do recenseamento.

Entretanto, o grupo constata que ainda não foram criadas as condições técnicas, operacionais e logísticas imprescindíveis para que o processo decorra de forma generalizada, sendo as brigadas estáveis nos círculos eleitorais, por um lado, mas também, salvaguardando o direito de registo dos cidadãos com capacidade eleitoral de forma informada e segura. Nesta base,  o GOSCE vem pela presente  alertar para as seguintes situações:

  • Não obstante o prolongamento do recenseamento até ao dia 20 de novembro de 2018, não tem havido melhorias efetivas das condições técnicas, operacionais e logísticas para que a ”2ª fase do recenseamento decorra em melhores condições e com maior assertividade e segurança, comparativamente à 1ª fase“;
  • Falta de meios técnicos e logísticos para a realização do recenseamento na diáspora;
  • Ausência dos corpos de seguranças em algumas brigadas de recenseamento que resultou na ocorrência de algumas violações das brigadas e consequente paralisação temporária do processo;
  • Falta de preparação necessária por parte dos agentes de recenseamento para esclarecimento de dúvidas quanto a demanda dos populares e dos fiscais dos partidos políticos nas brigadas de recenseamento;
  • Vulnerabilidade do modelo do cartão adoptado que tende a possibilitar a sua falsificação;
  • Constantes paralisações por parte de brigadistas em reclamação ao ajuste do contrato de prestação de serviço.

Em virtude dos acima mencionados, o GOSCE recomenda:

  • Ao Governo:
  1. Que melhore a capacidade de resposta e de garantia das condições técnicas, operacionais e logísticas de modo a permitir o melhor registo dos cidadãos com capacidade eleitoral, tanto ao nível interno assim como na diáspora;
  2. Mobilizar corpos de segurança que possa garantir a inviolabilidade das brigadas de recenseamento e dos seus agentes;

 

  • Ao GTAPE:
  1. Que garanta o reforço de capacidades comunicativas e técnicas dos agentes recenseadores com vista ao melhor atendimento ao público em geral e melhor atendimento as reclamações dos fiscais dos partidos políticos;
  2. Que assegure os mecanismos de autenticação dos cartões legítimos e de identificação dos cartões falsos, partilhando informações objetivas e seguras com todos os atores envolvidos no processo;
  3. Que assegure a clarificação das condições de trabalho dos brigadistas e a modalidade de pagamento dos ordenados de modo a que estes possam focar exclusivamente no registo dos cidadãos.

 

  • A todos os atores implicados, Presidência da República, Governo e Partidos Políticos que assegurem que o novo cronograma eleitoral a ser adoptado tenha em conta todos os prazos legais estabelecidos na Lei Eleitoral e que a nova data para as eleições não implique a violação dos prazos previamente estabelecidos;
  • Aos parceiros multilaterais e bilaterais que continuem a apoiar o país para uma transição pacifica, particularmente os membros do P5, com a observância do quadro legal;
  • Aos cidadãos com capacidade eleitoral e o público em geral de absterem de quaisquer atos que possam causar algum constrangimento ao processo.

 

Bissau, 01 de novembro de 2018

 

A Coordenação

 

dez 03 2018

Um retrato das Guardiãs de Sementes nos Bijagós

A ONG Tiniguena, numa iniciativa conjunta com a ACEP, por ocasião da quarta edição da Quinzena dos Direitos, lança a exposição fotográfica “Mulheres Guardiãs de Sementes” da autoria de Augusta Henriques. A abertura da exposição acontece hoje, 3 de dezembro, pelas 12h na sede da Casa dos Direitos, rua Guerra Mendes (Bissau Velho), e a entrada é livre.

As fotos foram recolhidas pela autora no quadro da implementação do projeto com o mesmo nome nas ilhas Urok (Formosa, Nago e Chediã). Esse projeto é uma iniciativa da Tiniguena que visa o reforço das capacidades das agricultoras do Fórum das Mulheres Urok, para a produção, conservação e valorização das sementes e variedades locais estratégicas para a segurança alimentar e cultural das comunidades residentes nas ilhas Urok.

A exposição estará aberta gratuitamente ao público durante toda a Quinzena dos Direitos (1 a 15 de dezembro). Para aceder ao programa detalhado e a mais informações, clique aqui.

Posts mais antigos «